terça-feira, janeiro 11, 2005

O Casório...

Não posso deixar de comentar a última posta da CM http://poucosozinho.blogspot.com/2005/01/peculariedades-de-um-casamento.html.

Acho que já descobriste o segredo para a cara feliz , sem dares por isso, acho que o segredo é envolverem-se os dois nos preparativos do casamento, decidirem os dois que, como e onde querem casar depois de algum tempo a viverem juntos.

Já pensaste que a maior parte dos desgraçados (leia-se: noivos) participam numa cerimónia em que não tiveram uma palavra a dizer, estão a participar no "dia de sonho" de outra pessoa, que até pode ser a pessoa que amam, mas que não respeitou a opinião deles?

Claro que o meu casamento foi o mais simples e desorganizado de que já ouvi falar, mas foi o que queríamos os dois. OK, o Z não foi de botas e t-shirt... (talvez o da minha irmã tivesse sido também assim...)

Mas também te digo que fui a dois casamentos este ano, o do Atalaia e da R. e o do V. e da S., e nos dois os noivos tinham um ar feliz... Se calhar, porque também participaram nos preparativos e não foram obrigados a fazer as coisas "by the book".

Normalmente, percebo que os casamentos são organizados pelas mulheres e os homens limitam-se a queixar que gastaram uma pipa de massa em coisas que não queriam: convites, aluguer de quintas aristocráticas em decadência para a "bóda", presentes dos noivos comprados feitos e mais uma série de coisas que "têm de ser".

Acho que o segredo está em fazer as coisas a dois, decidir quando, onde e como se vai casar; enfim, decidir todos os pormenores em conjunto.

Nós não fizemos grandes preparativos, a única coisa de que tratámos com antecedência foi dos papéis porque tinha de ser, chegámos ao ponto de andar à procura de um sítio para ir passar uns dias, na noite antes do casamento...

Resumindo, acho que descobriste o segredo sem querer...

9 comentários:

CM disse...

Também eu não posso deixar de comentar esta....Espero que tenhas razão e que eu tenha mesmo descoberto o segredo. E sendo sem querer, ainda é melhor. As coisas sabem sempre melhor quando a vida as tráz assim, parece de graça, não é? é muito fixe....Mas é verdade que o teu casamento (embora não tenha sido de botas) também teve os ingredientes todos para um noivo feliz...O principal mesmo é ser algo que os dois querem e não, como tu dizes, um sonho de princesa imposto a um desgraçado qualquer que nem sabe bem o que anda ali a fazer. Mas a culpa é nossa, exclusivamente feminina, pela forma como "educamos" as nossas filhas. Ainda bem que te saiu um rapaz como primeiro na rifa, se agora vier uma menina já tem um irmão para lhe tirar as ideias de usar lacinhos e essas paneleirices que as meninas gostam....
Olha, obrigadinho pelo conselho do ançaime. Eu tenho um para bulldog, mas esqueci-me dele. É capaz de, em caso extremo, ser mesmo a única coisa capaz de impedir e inverter o ratio asneira/minuto que anda nesta casa. A semana passada destruíram-me parcialmente um móvel mogol com 200 anos. Porra pá, elas não têm culpa que eu as tenha trazido pra casa, mas isto já é abusar...

Anónimo disse...

Sobre casamentos, não quero fazer grandes cu mentarios por razões óbvias!!! é coisa da qual que eu não percebo nada!!!
Mas sobre festas já posso cu mentar e a do teu casorio foi bem fixe!!!
Agora a cena das meninas quererem todas casar... bem talvez tenham razão minhas amigas... mas acho que as coisas ja não são bem assim... as gaijas andam mais emancipadas… felizmente!!!
E acho que se é verdade que os gaijos às vezes têm um ar um bocado passivo na cena passa porque não tiveram grandes hipóteses de cagar grandes sentenças...
Os casórios são uma festa essencialmente para a noiva e para a mãe da noiva mostrarem às outras mulheres...os ómes proveitam pra sembubadar!!!! Claro que eventualmente haverá excepções como foram o vosso Z e D e o será o teu CM... mas de resto é a formalização de uma cena aproveitada essencialmente pelas gaijas de todas as para exibirem roupa nova e para darem azo à competição sempre latente entre mulheres.
E tenho dito
Vá lá, agora mandem-me abaixo.
HM

D. disse...

Ninguém te vai atacar, meu.
Se leres bem o que escreveste, pensas o mesmo que nós...
Estás a ficar velho... a perder o jeito para nos irritar com as tuas opiniões chauvinistas...
Pois é... os 30 são do cacete!

Anónimo disse...

Nada disso, continuo o mesmo chauvinista de sempre com tendências toxico-alcoolicas agressividade latente em excesso e resoluções drásticas inconsequentes. Continuo um fervoroso apoiante do PUTA (Partido Unido dos Trabalhadores Amadores) e cada vez mais crítico aos modelos neo-liberais. Continuo a alimentar o sonho de fazer uma jantarada da ASCBAP (Associação Copos e Bebes os Amigos da Pinga).
Estou talvez um bocadinho menos putanheiro e definitivamente menos adultero, quero com isto dizer que continuo a ser capaz de despir a camisa para ajudar um desconhecido, mas agora é mais difícil vestir a camisa para ajudar uma desconhecida… tirando isso continuo igualzinho a mim mesmo.
Mas acho que não foi a idade que me mudou, foi mais a Blimunda.
HM

CM disse...

Ó HM não te esqueças que também sou membro dos Amigos da Pinga!!! E fundador!!!!! Já não sei onde meti o cartão de sócio, devia estar com a narça....Quando organizarem qualquer coisa não se esqueçam desta velha amiga que anda cá fora a lutar pla vida. E é verdade, as gaijas já não são o que eram...Basta olhar pra mim - partilho contigo as tendências tóxico-alcoolicas (até o fígado aguentar) uso calças quase todos os dias e guio um carro com mais de 2000 de cilindrada (esta pra ti é igual ao litro, mas pra maior parte dos gaijos é lixado....). A tradição já não é o que era, não é?

D. disse...

HM:
O meu cartão de sócio da ASCBAP caducou, por falta de uso: não posso beber, não posso comer cebola crua, picante e comidas muito condimentadas, não por ter a isca toda f..., mas por estar a amamentar o que me deixa muito feliz porque em breve isto passa-me e vou poder renovar o cartão de sócio, aliás, estava nos meus planos fazê-lo com uma grande bezana a seguir a um lauto jantar...
Quanto à jantarada, é só convidares...
Folgo (é uma palavra muito bonita, porque tem tudo a ver com não trabalhar)em saber que estás em mudanças...

CM:
quando cá vens és sempre recebida com uma bruta comezaina, não sei de que te queixas! Tens é de vir cá mais vezes!

CM disse...

Choiricinho, paio do lombo, bacalhauzinho, ameijoas à bulhão pato, azeitonas do Algarve....eu sei, ainda me lembro do menu da jantarada do Natal2003!!!!Tás a ver? a malta quando não tem dá mais valor....Isso de amamentar passa-te, é muito melhor do que ter a isca lixada, temos que festejar com uma valente bezana. Eu também apanho uma, nem que seja à distância. Nesse dia têm que fazer como quando se conduz: o Z não pode beber para ficar a dar assistência ao rebento....

Anónimo disse...

eu até ia comentar a cena dos casamentos, mas já não me alembro do que queria dizer... distraíme com as jantaradas e os copos.
beijitos
R.

Anónimo disse...

http://maes.blogspot.com/
entra aqui neste!
b.