quinta-feira, dezembro 15, 2005

Vamos ficar a ver os Açores a ganhar "Prestige"?




(in SIC On line)


Navio-draga inicia operações para tentar remover embarcação encalhada no Faial

Três dos 600 contentores a bordo do navio encalhado desde sexta-feira no Faial, Açores, contêm carga perigosa, e um deles substâncias prejudiciais para o ambiente, disse à agência Lusa o porta-voz da Marinha.

Braz de Oliveira disse à Lusa que quarta-feira, ao final da
tarde, o armador do navio comunicou às autoridades o conteúdo das
cargas que transportava.

O porta-voz acrescentou que o armador informou transportar
três contentores com carga perigosa, o mais perigoso dos quais com
oito toneladas de fosfato de trifenil, considerado como uma substância prejudicial para o ambiente.

Um dos outros dois contentores com carga perigosa contém seis
toneladas de produtos líquidos inflamáveis (tintas) e o outro 19
toneladas de substâncias oxidantes.

Os restantes contentores contêm carga diversa, como roupas e
electrodomésticos, de acordo com o manifesto de carga que o armador apresentou às autoridades marítimas portuguesas.

De acordo com o porta-voz da Marinha, já está junto ao porta-
contentores um navio-draga, do Porto da Horta, para aspirar o fundo onde o navio está encalhado, de forma a facilitar a sua remoção.

Operação "muito crítica"

Braz de Oliveira avançou que um conjunto de peritos está a avaliar as consequências de três dias de mau tempo na embarcação, de forma a saber qual o sucesso da operação de remoção, considerada "muito crítica".

A mesma fonte adiantou que, de acordo com o armador, o porta-
contentores tinha 1.100 toneladas de combustível (fueóleo - IFO 380), um composto pesado de média de alta viscosidade, considerado também como a substância mais próxima do crude. Apenas o conteúdo de um dos oito tanques que contêm este combustível terá sido derramado, correspondendo a 150 toneladas.

De acordo com o porta-voz da Marinha, está a caminho do local
do acidente uma barcaça para a trasfega do combustível e já foram
solicitados meios para a remoção da carga, que terá como objectivo
diminuir os riscos de poluição e aliviar o peso do navio.

2 comentários:

CM disse...

Tenho andado a acompanhar as notícias e acho que é inevitável que o crude se espalhe pelo resto das ilhas. Parece que o mar está bravo (como sempre nesta altura nos Açores). É uma merda porque ainda há migrações em massa de baleias e golfinhos que por ali passam...estamos tramados.

Riky Martin disse...

O que não percebo é como é que nesta merda deste buraco se tenha dinheiro e meios para mandar a marinha a fazer exercícios para o indico, se manda gnrs para o Iraque e comandos para o Afeganistão e não tenha meios para tirar um barco encalhado de uma ilha????