segunda-feira, janeiro 16, 2006

É preciso ter azar...

Ontem, caiu um grande nevão na zona de Bragança. Uma coisa normal naquela zona...

Ontem, o único limpa-neves que existe no distrito de Bragança estava avariado...

Hoje, segundo informação das BTs, já se pode circular em algumas estradas, mas não há transportes públicos e prevê-se que as escolas só abram à tarde, várias pessoas desistiram de tentar chegar ao local de trabalho!

Vivemos, ou não, num país de brincar?

O que mais me irrita quando estas coisas aparecem nos noticiários é o facto das pessoas que são responsáveis por evitar que isto aconteça, os funcionários públicos a quem pagamos o salário, dizem-se sempre que pronto, sabe, é mesmo assim, não foi possível evitar, acontece, coiso e tal... lá lá lá... Desculpem lá, mas se no caso do nevão não se pode prever, em todos os outros casos parecidos com este em que acontece qualquer coisa e os cidadãos esperam que o Estado resolva o assunto o mais rápido possível por forma a conseguirem continuar a viver a sua vidinha sem serem afectados pelo que aconteceu é sempre isto que se ouve: "pronto, sabe, é mesmo assim, não foi possível evitar, acontece, coiso e tal... lá lá lá... ".

Mas sabendo que vinha aí o Inverno ( e isso é previsível) as BESTAS que trabalham com o único limpa-neves de Bragança não deviam ter ido ver se a dita máquina funcionava?

É assim, é a confiança que podemos ter...

Por isso, quando ouvimos falar em gripe das aves, gripe asiática, etc. também podemos ficar confiantes de que os serviços do Estado actuarão a tempo...

 

3 comentários:

CM disse...

É preciso é ser parvo!
Desculpem lá, eu que vivo em países de neve vai pra cinco anos, não papo essa do "coiso e tal". Para já, um nevão é perfeitamente previsível, como uma chuvada ou um aguaceiro. Depois, se só há UM limpa-neves, esse equipamento público deve estar a 100% durante todos os invernos, desde o início "oficial" da temporada e até ao fim.
Mas convenhamos: ontem no telejornal ouvi uma habitante de Bragança a dizer que o tempo de neve era tempo de festa: Obrigado!já toda a gente sabia que não ia trabalhar na segunda feira!
É a mesma coisa em Lisboa quando chove muito, ou em qualquer parte do país onde as condições climatérias variem ligeiramente em relação ao habitual. Nunca ninguém está preparado para nada, irra que é MESMO preciso ser parvo.Quer dizer, NÓS precisamos ser parvos para continuar a pagar impostos, quando o que temos em retorno é zero.
Quanto à gripe das aves: nem quero nem pensar...

R. disse...

portugal no seu melhor!

D. disse...

A mim o que me irrita solenemente, e a culpa não é totalmente deles, é continuarmos a ouvir o "coiso e tal" dos funcionários públicos nos telejornais e continuarmos a aceitar isso. Eu, pelo menos, começo a deixar de ter paciência para tal coisa. Fingir que se trabalha é tão complicado como trabalhar como deve ser. Agora, nós, os pagantes, é que continuamos a tolerar isto sem dizer nada, por isso é que digo que a culpa não é totalmente deles.